TRANSTORNOS ALIMENTARES

Home  /  Nutrologia  /  Transtornos alimentares

Distúrbios alimentares

Distúrbios alimentares são gerados a partir de comportamentos alimentares incomuns e repetidos em um determinado período, que causa prejuízos a saúde física e mental do indivíduo. São mais comuns na adolescência e no início da vida adulta, mas podem surgir em qualquer faixa etária.

Os transtornos alimentares estão relacionados a problemas psicológicos, biológicos e socioculturais enfrentados pelo paciente. Entre eles, destacam-se a ansiedade, depressão, baixa autoestima, distúrbios emocionais e culto excessivo ao corpo.

Anorexia

A anorexia ou anorexia nervosa é um dos distúrbios alimentares mais graves que existe. Isto porque o indivíduo deixa de se alimentar e ingerir nutrientes. Passa a recusar alimentos, por se achar acima do peso e deseja emagrecer obsessivamente. Ocorre uma distorção de sua própria imagem, e com isso, adotam-se atitudes insalubres, tais como a prática excessiva de exercícios, uso de laxantes, diuréticos e até mesmo de medicações para emagrecer.

O indivíduo anoréxico também sofre de malefícios sociais. Muitos deles deixam de freqüentar eventos e ocasiões sociais para evitar comer em público.

Bulimia

A bulimia ou bulimia nervosa é caracterizada pela prática forçada do vômito, após se alimentar. O indivíduo encontra-se acima do peso, ou muitas vezes, julga estar acima do peso, e com isso, passa a vomitar após as suas alimentações. O uso de medicamentos e laxantes sem acompanhamento médico também é comum neste grupo de pacientes.

A principal diferença entre a bulimia e a anorexia, é que no caso dos pacientes com bulimia, por não se recusarem a comer, seus organismos conseguem absorver parte dos nutrientes dos alimentos.

Alguns dos sintomas comuns deste transtorno alimentar são: dor de garganta, erosão do esmalte dentário devido ao ácido do estômago, irritação intestinal, entre outros.

Compulsão Alimentar

A compulsão alimentar é o distúrbio mais presente na população. Ocorre quando o indivíduo perde o controle sobre o consumo de alimentos, ingerindo mais calorias do que o seu corpo precisa. Estes pacientes não adotam comportamentos compensatórios, como ocorre no caso da anorexia e da bulimia.

Pacientes com compulsão alimentar possuem um relacionamento conflituoso com o alimento. Comem muitas vezes sem ter fome, de forma rápida e excessiva. Geralmente são pacientes com sobrepeso ou obesidade e possuem maior chance de desencadear a síndrome metabólica e complicações cardiovasculares.

Tratamento dos distúrbios alimentares

Os distúrbios alimentares são tratados por um médico endocrinologista junto a outros especialistas, como o nutricionista e o psiquiatra. O apoio familiar contribui bastante no tratamento destes transtornos, amenizando as angústias socioculturais e também fortalecendo a estrutura psíquica do paciente.

Na presença de algum dos sintomas ou dúvidas sobre estes temas, consulte um especialista.

Agende sua consulta!





    Edivaldo Rodrigues dos Santos Junior - Doctoralia.com.br