O impacto da alimentação na fertilidade da Mulher

By Monique Monique Teixeira 2 anos ago
Home  /  Blog  /  O impacto da alimentação na fertilidade da Mulher

A boa alimentação traz diversos benefícios para mulher, entre eles, aumento da fertilidade.

A preocupação com o potencial fértil gera inquietude e ansiedade em muitas mulheres. Mesmo aquelas que não desejam engravidar no curto prazo, pensam em como será o processo, quando este momento chegar. A fertilidade da mulher pode ser impactada por diversos fatores. Abordaremos aqui nesta matéria 4 deles, os mais relacionados ao atendimento com o Nutrólogo e com a Nutricionista.

O sobrepeso como fator de risco

Sabe-se que as condições de sobrepeso e obesidade estão associados à infertilidade da mulher. Para ajustar o índice de massa corporal da paciente, reduzindo o percentual de gordura, se faz necessário o déficit calórico.

O déficit calórico é obtido quando o indivíduo gasta mais calorias que consome. Portanto, praticar atividade física regularmente é muito importante para todas as pessoas, inclusive as que desejam engravidar no curto prazo. Além dos exercícios, vale ajustar a dieta alimentar para um cardápio menos calórico, rico em fibras e bastante colorido, para que todas as vitaminas necessárias sejam consumidas.

A alimentação anti-inflamatória e a Endometriose

A Endometriose, uma das principais causas da infertilidade da mulher, é considerada uma doença inflamatória. Estudos recentes apontam que a alimentação anti-inflamatória podem reduzir as crises de dor pélvica.

O que faz parte da alimentação anti-inflamatória:

– Reduzir açúcar, chocolate, refrigerante e industrializados;

– Evite ou reduza o consumo de bebida alcoólica;

– Para algumas mulheres, o leite o glúten são alimentos inflamatórios. Confirme se este é o seu caso e também evite-os;

– Introduza na sua alimentação: cúrcuma, chia, linhaça, gengibre, salsão, amêndoas, nozes, abacate, azeite extra virgem, peixes e frutas vermelhas.

A perda de peso e a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)

A SOP também é uma das causas da infertilidade, já que seu possível sintoma é a não-ovulação. Sabe-se que a redução do peso da paciente pode melhorar os níveis de insulina (muitas vezes elevado nas pacientes com SOP), dos hormônios andrógenos e de toda função ovariana.

O hipotireoidismo e a fertilidade

A baixa produção de hormônios tireoidianos, característica do hipotireoidismo, afeta a ovulação da mulher, bem como a maturação de seus óvulos.

Estilo de Vida

O peso e o percentual de gordura da mulher afetam fortemente o seu potencial fértil. Se você deseja engravidar, repense seu estilo de vida e visite seu médico para check up de hormônios e vitaminas.

Para agendamentos de consulta com o Médico Nutrólogo Dr. Edivaldo ou com a Nutricionista Dra. Daniela, clique no número ao lado: (11) 97263-2233.

Categories:
  Blog, Mídia
Edivaldo Rodrigues dos Santos Junior - Doctoralia.com.br