Gordura no fígado: sinal de alerta!

By Monique Monique Teixeira 1 ano agoNo Comments
Home  /  Blog  /  Gordura no fígado: sinal de alerta!

Como o fígado trabalha?

Um órgão fundamental para o bom funcionamento do corpo, o fígado desempenha funções importantes, desde o processo digestivo e eliminação de toxinas até o processamento e absorção de uma série de medicamentos.

O fígado também atua como um reservatório de energia e trabalha na transformação dos nutrientes. Além de todas essas funções, é um órgão incrivelmente resistente, pois pode passar anos sem dar sinal de que algo está errado.

Conhecida como “gordura no fígado”, essa queixa caracteriza-se por uma inflamação que, além de deixar o fígado inchado, vai comprometendo, aos poucos, as suas funções.

O que causa gordura no fígado?

O abuso de bebidas alcoólicas é um dos motivos mais comuns. Causa o que os médicos chamam de esteatose hepática alcoólica. Esse problema é frequentemente diagnosticado em pacientes que sofrem de alcoolismo.

Mas existem ainda outros fatores que favorecem o acúmulo de gordura nas células do fígado. Fizemos uma lista com 6 deles. Confira:

  1. Sobrepeso, obesidade e circunferência abdominal elevada
  2. Hepatites virais
  3. Colesterol alto
  4. Resistência à insulina
  5. Triglicérides alto
  6. Uso contínuo de medicamentos como corticoides, estrógeno, antirretrovirais e outros mais.

Sintomas

Normalmente, no estágio inicial, não são percebidos sintomas físicos. Porém, conforme o quadro vai se agravando e o acúmulo de gordura aumenta, existem alguns sintomas que podem ser levados em consideração:

  • Dor Abdominal
  • Fraqueza
  • Barriga inchada
  • Amarelamento de pele e olhos
  • Perda de apetite
  • Cansaço excessivo
  • Fezes esbranquiçadas

Como não há sintomas que causem um impacto na rotina do paciente, geralmente o diagnóstico é realizado por meio de exames de rotina.

O acúmulo de gordura no fígado não é uma situação grave, mas se não for devidamente tratado, pode se agravar e causar cirrose, sendo necessário fazer um transplante de fígado.

Tratamento

A forma mais eficaz de se tratar essa doença é emagrecer até 7% do peso corporal, a partir de uma reeducação alimentar, excluindo alguns itens da dieta como frituras, gorduras e doces. Aumentar o consumo de alimentos naturais e saudáveis como frutas, legumes, verduras e carnes magras, é fortemente recomendado.

Exercitar-se regularmente e manter uma alimentação equilibrada são fundamentais para ajudar a manter a qualidade de vida.

Visite seu médico regulamente e monitore a sua saúde. Assim, você garante bem estar e longevidade.

Para agendar uma consulta com o Dr. Edivaldo Junior entre em contato pelo WhatsApp (11) 97263-2233 ou acesse aqui!

 

Category:
  Blog

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Edivaldo Rodrigues dos Santos Junior - Doctoralia.com.br