Foco na Obesidade Infantil

By Monique Monique Teixeira 2 anos ago
Home  /  Blog  /  Foco na Obesidade Infantil

As causas e os dados da obesidade infantil

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, a obesidade infantil é uma doença crônica, complexa e de causas multifatoriais. Na maioria dos casos, desenvolve-se pela associação de fatores genéticos, ambientais e comportamentais.

Apesar de ser uma doença antiga, é nos dias de hoje que a sua prevalência tem causado grande preocupação na sociedade, mas especialmente nos profissionais de saúde que lidam com ela todos os dias.

Esse avanço dos índices de obesidade se deve às mudanças no estilo de vida e nos hábitos alimentares. Assim como, ao sedentarismo e ao consumo excessivo de alimentos com alta densidade energética.

Segundo a International Obesity Task Force, aproximadamente 10% da população mundial, de 5 a 17 anos está com excesso de peso e ¼ desse percentual de crianças e adolescentes já apresenta obesidade.

Tratamento da Obesidade Infantil 

A abordagem interdisciplinar é considerada a maneira mais adequada para o tratamento da obesidade. Dessa forma, é possível contemplar suas diversas causas.

A equipe de atendimento deve ser formada por pediatra, endocrinologista, nutrólogo, nutricionista, psicólogo e educador físico.

O tratamento geralmente é de longa duração, o que torna fundamental a adesão do paciente à equipe.

Recomendações dos especialistas

Logo no início do tratamento, o paciente precisa ser orientado em relação a determinados comportamentos, tais como:

– não comer assistindo à TV ou fazendo outras atividades que desviem a atenção do alimento;

– prestar atenção a tudo o que for ingerir;

– mastigar muito bem os alimentos;

– não utilizar líquidos com o objetivo de auxiliar a deglutição de alimentos mal mastigados, apenas após a deglutição;

– estabelecer as porções dos alimentos, sem repetições;

– respeitar os horários das refeições e não comer fora de hora.

Dietas, exercícios e medicações

O consumo energético deve ser reduzido aos poucos, sempre com o cuidado de não prejudicar o crescimento e o desenvolvimento da criança e do adolescente.

Dessa forma, os regimes rígidos são contra indicados, pois podem levar à perda de massa muscular e diminuição da velocidade de crescimento.

Faz parte do tratamento da obesidade infantil a indicação de exercícios físicos para aumentar o gasto energético e modificar o estilo de vida.

Em relação à medicação, até então aqui no Brasil, só era utilizado o Orlistat, um medicamento desenvolvido especificamente para induzir o emagrecimento, por meio da inibição da lipase pancreática. Mas esse remédio trazia alguns efeitos colaterais como flatulência e diarréia.

Agora a ANVISA liberou o medicamento chamado Liraglutida para utilização em crianças e adolescentes (a partir de 12 anos) com IMC > 30 e peso acima de 60kg para tratamento da obesidade infantil.

A liraglutida diminui o esvaziamento gástrico e aumenta a saciedade das pessoas. Este fármaco já é amplamente utilizado no tratamento para obesidade em adultos.

Essa notícia, divulgada recentemente, vinha sendo muito aguardada pela área médica (endocrinologistas e nutrólogos) porque é mais uma ferramenta de apoio que veio para atender às necessidades de crianças e adolescentes que sofrem com a obesidade infantil.

Agende uma consulta com o Médico e Nutrólogo Dr. Edivaldo Junior pelo WhatsApp (11) 97263-2233.

Categories:
  Blog, Mídia
Edivaldo Rodrigues dos Santos Junior - Doctoralia.com.br