Cansaço: aprenda a blindar o seu corpo

By Dr. Edivaldo Junior 1 ano agoNo Comments
Home  /  Blog  /  Cansaço: aprenda a blindar o seu corpo

Desequilíbrios nutricionais, remédios e certos comportamentos podem estar por trás dessa sensação. Entenda as possíveis causas do cansaço e descubra as soluções mais certeiras para voltar a ter energia.

Causa 1: Dieta pobre em gordura, carboidrato e proteína

Dietas restritas demais ou aquelas que favorecem algum grupo alimentar em detrimento de outro, podem minar a sua disposição.

É o caso de quem segue regimes da moda e corta todos os grãos da dieta ou fontes de gordura de uma hora para a outra.

Também entra aqui nessa lista, quem elimina a proteína animal do cardápio sem orientação nutricional adequada. Ou ainda, quem não tem tempo de planejar as refeições e acaba exagerando na “comida rápida”, rica em açúcar, gordura saturada e sódio.

Dicas para solucionar esse problema: fique longe de frituras, consuma alimentos que possuem gorduras boas, como por exemplo, abacate, azeite de oliva e nozes. Evite dietas muito restritivas.

Causa 2: Flora intestinal em desequilíbrio

Desequilíbrio na flora intestinal pode fazer com que muitos nutrientes importantes não sejam absorvidos pelo organismo, mesmo que a pessoa consuma alimentos de alta qualidade.

Há indícios de que o estresse, o uso de antibióticos e outros remédios, infecções e intolerâncias alimentares podem interferir nesse equilíbrio tão delicado.

Para solucionar esse problema, devemos pensar numa dieta rica em probióticos (fibras) e probióticos (alimentos ou cápsulas que contenham a flora “normal” do intestino), além de controlar o estresse.

Causa 3: Baixos níveis de vitaminas e minerais

Outra questão que deve ser avaliada diante de uma queixa de fadiga é a deficiência de micronutrientes: vitaminas, como as do complexo B ou minerais que nem sempre são consumidos na quantidade ideal ou em determinados indivíduos, não são absorvidos adequadamente no intestino. Entre os minerais, destaca-se o magnésio, um mineral que, em falta, leva à perda de apetite, dores de cabeça, fraqueza muscular e náuseas.

A solução é consumir fontes de magnésio que você encontra em castanhas, nozes e sementes. E, se houver necessidade, complementar a alimentação com suplementos. Mas nunca faça isso por conta própria. Conte sempre com a orientação de um profissional.

Causa 4: Alergia ou intolerância alimentar

Alimentos processados, ricos em carboidratos simples e determinados tipos de gorduras, como as trans, levam à inflamação, ao envelhecimento, à baixa qualidade do sono, ansiedade, obesidade, diabetes, irritabilidade, falta de força de vontade e hipertensão.

Algumas pessoas ainda possuem intolerâncias alimentares subdiagnosticadas como a elementos como glúten e à lactose, ou alergias, o que pode afetar a permeabilidade da parede do intestino, gerar inflamações e, como consequência, cansaço.

Algumas atitudes que podem ajudar: identifique quais os alimentos alergênicos, informe-se com o seu médico sobre remédios que ajudam na digestão (se houver indicação) e fuja do açúcar!

Causa 5: Alterações hormonais

O hipotireoidismo pode estar por trás do cansaço crônico, especialmente quando o sintoma acompanha outros como inchaço, queda de cabelo, unhas quebradas ou depressão. A alteração é diagnosticada com exames de sangue e corrigida com a reposição hormonal.

A testosterona baixa tem sido outro quadro frequentemente culpado pelo cansaço crônico acompanhado de falta de libido, tanto nos homens quanto nas mulheres. O diagnóstico deve ser feito caso a caso e a reposição, apenas quando a deficiência é comprovada e existe indicação médica.

Aposte na atividade física, uma grande aliada!

Causa 6: Tempo e qualidade do sono reduzidos

A diminuição do tempo e da qualidade do sono é uma das principais causas de fadiga. Por isso, é bom descartar condições que possam interferir no descanso noturno, como a apneia e os calores da menopausa.

Medidas comportamentais ajudam nesse quesito. Ex.: afastar-se do smartphone e do computador ao menos duas horas antes de dormir, evitar exercícios intensos no fim do dia, manter o quarto escuro e fresco e reservar a cama apenas para o sono e o sexo.

Aposte em alimentos fontes de triptofano, como banana, grão-de-bico e laticínios, já que o aminoácido atua na construção de serotonina, o neurotransmissor associado ao bem-estar e ao sono.

Se o cansaço crônico estiver fazendo parte do seu dia a dia, não deixe de procurar ajuda médica. Levar o assunto a sério é essencial para uma melhor disposição e para a sua saúde. Assim, você garante bem estar e longevidade.

Para agendar uma consulta com o Dr. Edivaldo Junior entre em contato pelo WhatsApp (11) 97263-2233.

Category:
  Blog

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Edivaldo Rodrigues dos Santos Junior - Doctoralia.com.br